Interação? Cadê?

Diário de Bordo de Jowfish Kraken.
Sábado, 18 de fevereiro de 2012.
Foto em preto e branco de uma sala de aula, com  um
garoto, logo a frente em destaque por ser colorido.
Usa uma camiseta de manga comprida azul claro e
segura um livro aberto "encaixado" na cabeça. Sua
expressão é de tédio e certa impaciência.
Então tá, Capi. Como a gente faz?
Eu não faço nada.
Você não, tonto! A biblioteca.
Que que tem a biblioteca?
Como faz pra biblioteca virar um lugar pra gente curtir?
Tu não... “curte”... bibliotecas?
Ai, Capi. Deixa de ser, vai! Fala logo que tá todo mundo com pulga no bumbum aqui.

Não posso dizer ainda.
Por quê?
Porque, primeiro, a gente tem que explicar o PORQUÊ dela ter virado esse lugar chato... onde a gente... não... “curte”... que gíria é essa?
Ê, ou! Me erra, Capi. Explica logo, vai.
Eu vou contar uma história.
Ai, não...
[ignora] Era uma vez...
Um gato xadrez que...
TÁ BOM!!! Não conto mais a história. MORRA de curiosidade >P^(
Morrerei.
Ótimo. Então, é o seguinte...
Infelizmente, hoje [principalmente aqui no Brasil], é raridade pais que incentivam a imaginação dos filhos.
Pais que não leem quando o filho vai dormir?
Não só isso. Na verdade, isso é o de menos, se quer saber.
Ué, mas todo mundo diz que...
Todo mundo dizia que tomar leite com manga mata. Isso é verdade?
Não, mas naquela época...
Daquela época pra cá o mundo mudou. Certíssimo. E quem fala essa coisa de “quando o pai não lê pro filho, o filho cresce sem gosto na leitura” é pessoal que não teve internet na época de infância.
Quem falou pra mim foi meu pai e minha mãe. Minhas professoras viviam falando isso também.
E esse pessoal nasceu tudo antes ou depois de 1985?
Antes, né Capi! Por quê?
Porque eles provavelmente não tiveram acesso, ou tiveram pouco acesso à internet.
E o que isso tem a ver com a biblioteca?
Eu vou chegar lá. Ó:
Hoje, a gente tem UMA PENCA de criança que tão perdendo contato com a leitura.
Que não leem.
NÃO! TODAS elas leem. Se forem alfabetizadas, leem. Sem exceção.
Mas...
ESQUECE, POR UM SEGUNDO, O QUE A SUA PROFESSORA DISSE!
Tá. Fala.
Foto mostra um grupo de estudantes uniformizados
dormindo. Apenas uma aluna está acordada, com um
olhar meio bravo, meio cansado.
As crianças de hoje não se INTERAGEM mais com o que leem na escola ou nas bibliotecas. Não existe mais aquele sugamento da pessoa no livro...
Sucção, Capi. “Sugamento” não existe.
Você entendeu o que eu quis dizer com “sugamento”?
Sim.
Então cala a boca.
... Não existe mais aquele SU-GA-MEN-TO da pessoa no livro. Aquela alegria de ler vira uma obrigação chata e sem sentido...
Como assim sem sentido?
Qual é a utilidade em se ler um livro de ficção?
É...
Pra que serve a literatura?
Eu...
Eu não quero a resposta da sua professora de português, inglês, literatura ou do que quer que seja. Eu quero a SUA resposta. Pra que isso vai servir na sua vida?
Erm... Ai, Capi... falar assim do nada não dá. Eu preciso pensar.
É isso o que eu quero dizer, Marujo. Se alguém te perguntar qual é a importância da biologia, ou da matemática na sua vida, você vai ter uma resposta que faça sentido pra você na hora.
Mas... Mas então, Capi. Por isso eu falo que é impossível fazer a biblioteca virar um lugar da hora. Ela vai ser chata pra sempre.
Não é impossível. É muito mais possível do que plantar e cuidar de uma árvore, na verdade.
E COMO isso seria “possível”?
Eu te conto na próxima.
AAAAAAAAAAAAARRRRRRRRRGGGGGGGGHHHHHH!!!!!!!!!!!
Só uma pergunta:
“Da hora”... é marca de relógio?
Ai, Capi... por favor, vai...

Kamila Zöldyek 1.0 disse...

“Da hora”... é marca de relógio?







chorei. de rir.
mas foi só aí.

crianças que não gostam de literatura existem aos montes... isso me deixa triste =/

se todos eles lessem As Crônicas de Nárnia o mundo seria um lugar melhor pra se viver \o/

(ounão)

Mey disse...

*-*