A Lanterna é Sua

Tesouros

Sexta-feira, 08 de outubro de 2010.

Os Capitães perguntaram:

Qual é o seu maior tesouro? Ele tem o poder de mudar o mundo? Como ele pode mudar o mundo?

E os marujos responderam:

\Carolina Saldanha Carminati/

Meu "tesouro" é o amor. Não sei se ele pode mudar o mundo, mas se cada pessoa tiver um pouco de amor por cada um, souber o verdadeiro significado da palavra amor, o mundo pode mudar.

\Valeska Petek/

Sou capaz de amadurecer todos os dias. Decido tornar meus dias construtivos e realizo isso. Meu maior tesouro é minha capacidade de aprimorar-me constantemente e de tornar meus dias proveitosos.

\Tais Pontes/

O meu maior tesouro é a minha vontade de querer viver mais e mais. Com essa vontade eu quero fazer a minha vida, e a das pessoas que estão presentes nelas, possa melhorar a cada dia.

\Juliana Lacerda/

Meu maior tesouro é a minha imaginação! Com ela posso viajar para qualquer lugar e transformar o mundo em um lugar melhor. Assim tenho o incentivo necessário para que eu faça com que esse sonha se torne realidade: um mundo mais humano!

\Ricardo Augusto Fukumoto Leme/

Acho que o meu tesouro é minha imaginação fértil, é a minha capacidade de inventar histórias na minha mente desde os meus 12 anos e colocar no papel. Misturar personagens de desenhos e jogos com a vida real é uma aventura pra mim. Um exemplo que eu escrevi em meu livro (mais um fanfic do que livro):
Fui para a sala e comecei a jogar um jogo chamado: “The Legend of Zelda: Ocarina of Time - Master Quest”. Eu estava no meio do jogo, eu deveria ir ao “Shadow Temple” que ficava no cemitério da “Kakariko Village”. Precisava tocar a “Nocturne of Shadows”. Fiquei passando a tela de itens e não achava a “Ocarina” para tocar a música.
- Mano! Cadê a “Ocarina”? – Eu olhava espantado para a tela.
- Acho que sei onde está! - Bella apareceu atrás de mim. - Olhe na sua mala de escola... - Peguei a mala que estava em um dos cantos da sala e abri. Como ela havia falado, a “Ocarina” estava na mala.
Eu misturo a vida real nessa minha história, eu a baseio na minha vida. Eu a uso como um refúgio, um lugar onde eu posso encontrar a felicidade misturando com aventura, magia, terror e outros gêneros. Não tenho capacidade de falar se o meu tesouro pode mudar o mundo, vêm mais da pessoa. Eu consegui superar a morte da minha mãe por meio da minha imaginação fértil, então por mim, eu falaria que ajuda, mas todas as pessoas deveriam tentar essa imaginação independente da situação. Se me perguntarem da onde eu tiro essas coisas, digamos que eu teria um mundo paralelo dentro da minha mente, onde a imaginação reina.

Mey disse...

Uau, Ricardo! Gostei demais do seu tesouro!

Fuukito disse...

Nossa! Fazia tempo que eu não lia esse blog! Cada vez melhor... E Mey ai em cima, obrigado! =3