Paredes Vivas

Diário de bordo de Jowfish.
Segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011.

“Cara... Se eu fosse você, parava de tomar rum.”
Uai... E por quê?
“Parede viva, cara?! Parede não tem vida.”
Nossa... Que irritação logo cedo...
Essa parede não é a mesma de uma casa não, rapaz.
“Mas então...?”
Oras bolas. Quando eu falo “parede”, o que te vem na cabeça?
“Erm... Vem... Ah, um bloqueio.”
Um bloqueio? E isso te lembra o que?
“Uai... Uma barreira, obstáculo, problema, parada, condição... Qual prefere?”
Vixi Marela! Calma, cumpadi! Respira... Que irritação é essa, meu querido?
“Nhah! O Zé da Mesa!”
Que que tem ele?
“Ah, depois que ele pegou o lugar do Jão Boné, não para de querer se mostrar superior a todo mundo.”
AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...
“Tá rindo do quê?! Não tem nenhuma graça nisso!”
Como não?! Então por que tu não dá umas bolachas nele pr’ele largar a mão de ser trouxa?
“Tá louco?! Se eu fizer isso, não to aqui amanhã!”
Ué, o que te impede?!
“Ah, digamos que eu tô meio preso.”
Como se uma barreira te separasse dele?
“É... Tá de brincadeira comigo, né?”
AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Agora tu entendeu esse esquema de paredes vivas?
“É vivo porque tá na gente?”
Bom... Mais ou menos...
Mas vamos deixar isso pra próxima.

Larissa Vicentini. disse...

É! Agora fiquei curiosa também...
Será que vou poder terminar o próximo comentário com um "Break the wall!"?

UASHUAHSUA Talvez não.
Ah... Sei lá.

Entendi o esquema da conversa... É pra ativar a curiosidade da fofoca no leitor =P

Kampos disse...

Saudações!!

Venho presenteá-lo com o selo "STYLISH BLOOGER AWARD".

Espero que goste e passe adiante o selo, seguindo as regras que está em minha postagem.

Parabéns pelo seu blog!!

http://criaturasdaescuridao.blogspot.com/2011/03/blog-criaturas-da-escuridao-ganha-selo.html

Kampos