Ah, sério? Legal...

Sonhar

Diário de bordo de Revoltz.
Sexta-feira, 26 de novembro de 2010.

      A literatura fantástica é fantástica. Uma coisa esplêndida, caros mamíferos.
      Este gênero se encaixa com coisas próximas à realidade, mas que sempre há um envolvimento extraordinário nas historias.
      Um livro que gosto desde pequena, e voltou a ser reconhecido graças ao diretor Tim Burton é “Alice no país das maravilhas”. O diretor tem um grande envolvimento neste tipo de gênero e, além desse sucesso, ele também dirigiu o filme “A fantástica fabrica de chocolate”, que também pertence ao mesmo gênero e conta uma bela historia.
      Eu penso que fantasia não é inteiramente infantil. Ela agrada a todas as idades e principalmente foge da realidade. Gosto de livros que me fazem esquecer essa terrível realidade.
      E você? Já fugiu da sua, hoje?

Lii disse...

Eu adoro fantasia. Adoro poder imaginar o mundo que os escritores criaram nos livros, como também criar o meu próprio mundo, a minha dimensão paralela, o meu refúgio de dias melancólicos e de noites frias.
Eu raramente tenho sonhos enquanto durmo, acho que eu sempre os sonho quando deito, ainda acordada. E isso me faz feliz.

Gosto de ler livros, mas prefiro ler quando estou triste. Poder esquecer dos problemas, fugir da realidade, fingir que a única coisa que me importa é a história que está nas páginas que sustento, que passa a ser a minha história no momento. Esqueço de ser Lívia e passo a ser um dos personagens... Adoro essa sensação!